Nesse mês de julho de 2018 passaram 10 anos sobre uma das melhores corridas de toda a história da MotoGP. No famoso circuito americano de Laguna Seca, temido por suas subidas e descidas e pela famosa curva ‘Corkscrew’ (saca-rolha), Valentino Rossi fez tudo para tirar a Casey Stoner uma vitória que parecia certa. O australiano já vinha com três vitórias consecutivas.

A largada

Stoner saiu bem e Rossi perdeu um lugar para Nicky Hayden, mas incrivelmente o italiano não só recuperou a posição como assumiu a ponta ainda na primeira volta, deixando o australiano para trás na curva saca-rolha.

A luta e a saída de pista

Stoner beneficiava de uma maior aceleração de sua Ducati e não demorou a passar o italiano de novo, na reta da meta, mas Rossi conseguiu dar o troco na mesma volta. Pouco depois, em nova tentativa de Stoner para assumir posição na longa subida para o saca-rolha, o australiano assume brevemente o primeiro lugar. Todavia, Rossi foi com tudo para a travagem no saca-rolha. O erro quase lhe custava uma queda e levou ambos os pilotos a sair da pista.

Gato e rato

Stoner pensou então em esfriar um pouco a cabeça, esperando por melhor oportunidade para atacar. Ambos os pilotos continuaram seguindo muito próximos e com uma velocidade incrível sobre o resto do pelotão.

A volta 23

Na volta 23, Stoner consegue retomar a ponta de novo, mas Rossi utilizou novamente seus recursos, voltando à ponta na curva 3, por fora. Pouco depois, chegando na última curva, Rossi usou de sacanagem: tendo Stoner atrás de si, freou bem mais forte que o necessário. O australiano acabou sendo forçado a se desviar de sua trajetória, para o lado de fora, e com isso acabou na caixa de brita, caindo. De qualquer forma, a vantagem dos rivais era tanta que Stoner retomou a prova e terminou confortavelmente no segundo lugar.

Sem dúvida, uma daquelas corridas para a História.